22 fevereiro 2010

Percebemos o que estamos preparados para perceber...



O Jornal Washington Post convidou um dos maiores violinistas do mundo, Joshua Bell para tocar na estação do Metrô a fim de testar os transeuntes.

Desafio aceito, lá se foi Bell de Jeans e camiseta às 8 da manhã, para tocar seu Stradivarius de 1713 avaliado em US$ 3 milhões.

Passaram por ele 1.097 pessoas; 7 pararam por minutos, 27 largaram moedas, e todos os outros estavam com pressa demais para perceber que ali tocava um instrumentista clássico respeitado internacionalmente.

Paga-se o mínimo de US$300 para assistir a um concerto de Bell.

Ele ali estava levando o som de seu violino e a beleza da música erudita, e ninguém prestou a mínima atenção!

Todos nós tomamos
os limites da nossa visão
pelos limites do mundo

Schopenhauer


4 comentários:

RAQUEL CRUSOÉ disse...

Excelente o seu blog, parabéns !

Obrigada por estarmos juntas. Você vale ouro e, neste momento especial,tem um presente para você em nosso blog. Espero que goste.

Atenciosamente,

Raquel

http://raquelcrusoe.blogspot.com/

Crisenta disse...

é isso so prova que esse mundo anda tão maluco, tão corrido, tão superficial que agente nao tem mais tempo e ate mesmo sensibilidade pra perceber, sentir, admirar as pequenas coisas da vida, aquelas coisas com que de fato vale a pena 'perder tempo'... adooooooorei o post!

Amora disse...

Fantastica entrda,es muy confortable pasar por tu sitio,tiene estilo,un saludo y hasta pronto...

Fábio disse...

Adorei o tema do blog hein, tambem sou um tantinho compulsio rs .. Olá tudo legal? Gostaria de convida a conhecer meu pequeno trabalho no blog Ecos em www.ecosdotelecoteco.blogspot.com . Sucesso com o blog aí hein... T +